GOOD SERVICE Consultoria de Negócios BADAJOZ Badajoz

Cancro da mama

19/10/2018

O cancro da mama é o tipo de tumor mais frequente entre as mulheres, quer em países desenvolvidos quer em não desenvolvidos.

No entanto, a maioria dos vultos que aparecem no peito são geralmente de patologia benigna.
A glândula mamária está composta por lobos unidos por condutos que acabam no mamilo.

O cancro da mama se produz quando as células que recobrem os condutos e lobos começam a crescer de forma anormal.

Apenas 8% dos casos desta doença se desenvolve por causas genéticas.

Por esse motivo, para a maioria das mulheres que não suspeitam da aparição de cancro da mama, é muito importante participar dos programas de detecção precoce e a realização do autoexame da mama, com o fim de serem diagnosticadas tão cedo quanto possível e assim iniciar o tratmento. 

Causas

Embora não é conhecida com certeza a causa do cancro da mama, existem fatores de risco associados com a sua aparição:

  • Idade: a maioria dos tumores aparecem depois dos 50 anos.
  • Ter dois familiares de primeiro grau (mãe, filha, tia) que sofreram de cancro da mama, que um dos familiares com essa doença seja homem ou que o cancro tenha sido diagnosticado antes dos 35 anos.
  • Fatores hereditários. Aproximadamente 8% dos casos são hereditários. A metade destes casos são atribuídos à mutação de dois genes: BRCA1 e BRCA2. Nestes casos, é recomendável fazer um estudo genético.
  • Ficar grávida pela primeira vez depois dos 30 anos ou não ter filhos.
  • Uma menstruação precoce (antes dos 12 anos) ou uma menopausa tardia (depois dos 55 anos).
  • Sofrer doenças benignas da mama como lesões proliferativas não atípicas, hiperplasia atípica ou mastopatia fibroquística.
  • Alto consumo de gorduras, consumo de álcool, obesidade, tabagismo e falta de atividade física.

Porém, mais da metade das mulheres que sofrem cancro da mama não apresentam nenhum destes fatores de risco, nem todas as mulheres que contam com um ou mais fatores de risco desenvolvem a doença. É por isso que os sistemas de detecção precoce ganham cada vez mais importância.

Sintomas

É muito importante conhecer os sintomas do cancro da mama, já que na frente da presença de algum desses sintomas, é recomendável visitar o especialista em patologia mamária.

Ele realizará uma avaliação e iniciará um estudo mais profundo quando considerar oportuno.

Os sintomas são:

  • Um vulto pequeno ou uma massa na mama
  • Alterações na forma e volume da mama
  • Retração e eczema do mamilo
  • Secreção de sangue do mamilo
  • Se sentir dor na mama, é provável que seja uma lesão benigna; mas também poderia tratar-se de cancro da mama
  • Alterações na pele da mama que assemelha-se à casca da laranja (pele de laranja)