GOOD SERVICE Consultoria de Negócios BADAJOZ Badajoz

Tomar este fármaco aumenta probabilidade de ter ataque cardíaco em 50%

18/05/2018

Pense duas vezes da próxima vez em que decidir automedicar-se com um anti-inflamatório para tratar uma dor de cabeça, febre ou inflamação. Um novo estudo publicado na BMJ, uma das mais influentes publicações sobre medicina do mundo, revelou que alguns anti-inflamatórios comuns, como é o caso do ibuprofeno, podem aumentar o risco de ter um ataque cardíaco em 50% se forem tomados durante uma semana.

Para esta investigação foram analisados 446 mil registos médicos de pessoas do Canadá, Finlândia e Reino Unido. Entre esta amostra, 61 460 cidadãos já tinham sofrido um ataque cardíaco. Números que vieram provar que a ligação entre os dois fatores era inegavelmente clara.

“Se podemos comprar esses medicamentos numa loja de conveniência, então provavelmente achamos que eles são seguros”

Os avisos que o Hospital Gentofte, da Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, tem vindo a fazer desde março para a toma de alguns medicamentos vêm de encontro às conclusões deste novo estudo. Gunnar Gislason, professor de cardiologia do Hospital da Universidade de Copenhaga, alertou várias vezes que as pessoas apenas devem tomar este tipo de analgésicos quando é mesmo necessário. Quem tem um historial de problemas cardíacos, por sua vez, deve evitar a medicação por completo.

“A atual mensagem enviada para o público sobre os anti-inflamatórios não esteroides é errada. Se podemos comprar esses medicamentos numa loja de conveniência, então provavelmenteachamos que eles são seguros“, acrescentou Gunnar Gislason ao The Guardian